Categorias

Blog Post

O Suvaco do Cristo
Colunistas, Esportes

O Suvaco do Cristo 

Por Guilherme Kroll

Vou dizer uma coisa…

esse cronista não anda errando nenhuma premonição.

Tipo Mãe Dinada.

Enquanto os tricoletes comemoravam a conquista do clássico dos nenês…

como se tivessem alcançado outro patamar…

Nós tentávamos avisá-los:

Não se desafia Jesus!

Por falar no nosso malvado técnico favorito…

o que foi seu look no primeiro tempo do jogo contra o Madureira?

Ele regeu nossa orquestra sinfônica vestindo algo parecido com uma camiseta de português.

Só faltou o lápis na orelha.

Pensando bem…

era um sábado aonde o Rio estava tomado por blocos carnavalescos.

Será que ele quis ser a comissão de frente…

do Suvaco do Cristo?

Por falar naquele que está lançando perguntas turbinadas… versão 2020…

ele declarou… e, consequentemente, toda mídia especializada está reproduzindo…

que o Léo Pereira chegou muito mais adaptado do que o Gustavo Henrique.

Profexô, ele só não engana nós (sic).

Pelo menos contra o Madureira… a grande maioria das jogadas boas de transição saíram do zagueiro que veio do Santos.

Ele me lembrou muito o Pablo Marí.

Só sei que previ que haveria… num curto espaço de tempo…

outro Fla x Flu.

Estou achando que nossos Vingadores darão um ultimato.

No filme, o Capitão América falou para o Homem de Ferro: “Precisamos de um plano de ataque”.

O Homem de Ferro respondeu: “Eu tenho. Ataque!”

Quero ver os tiras, que foram durões no jardim de infância…

segurar Gabigol, Bruno Henrique, Arrascaeta, Everton Ribeiro, Pedro e Michael.

Estou sabendo que o time do técnico que tem nome de maionese atropelou o Botafogo…

e joga pelo empate contra nós.

Atropelou o Botafogo?

Mas, agora, eles não estão andando de Honda?

Só sei que o japonês já deve estar pensando sobre onde estacionou sua moto?

Péra aí.

O tal quizumbeiro… que quis ganhar no grito no Engenhão, no Brasileirão passado…

e que já estava falando que, nesse ano, não perderia para o Flamengo…

já foi demitido?

Será que deu tempo para ele explicar a lógica de poupar os titulares alvi-negros nas duas primeiras rodadas da Taça Guanabara?

Tenho que ser justo.

Numa coisa acho que ele tem razão.

É bem capaz dele não perder para o Flamengo nessa temporada.

E o Maraca sábado?

A energia estava solta no ar.

Vou confessar algo.

Essa questão dos Garotos do Ninho está estimulando minha bipolaridade.

Sou fã confesso do Trio de Ferro que está realizando a melhor gestão da história esportiva brasileira…

mas reconheço que…

muita coisa que anda sendo falada…

não é bobagem.

Só não dá para considerar os esquizofrênicos, primeiros e únicos, falam.

E nem aguentar o que nosso Rubinho Barrichelo deseja.

O Flamengo é uma Nação maior do que a maioria das nações do planeta.

Tem que considerar todos os seus representantes como legítimos.

Como dizer que o Flamengo não abraçou os familiares…

se nosso capitão foi, pessoalmente, ao encontro deles?

Alguém pensa que o Diego Ribas age sem ciência e consentimento do alto comando?

Como dizer que o Flamengo não tem coração…

se nossa torcida deu uma manifestação de grandeza descomunal?

Tudo isso é Flamengo!

Como o Flamengo pode abrir inquérito… se as pessoas envolvidas são obrigadas a manter sigilo de justiça?

Como fazer a Diretoria pode fazer determinados pronunciamentos… se o jurídico tem que se defender das aves de rapina que tentam explorar a maior fatalidade da história do clube?

Nosso departamento de Ação e Responsabilidade Social, sim, deve agir. Nosso marketing, também.

Vamos sempre enxergar o Flamengo numa visão macro.

Afinal de contas, Jesus tem sempre razão.

E ele acertou, mais uma vez…

quando disse que não se pode fazer política, nem conquistar likes e curtidas, às custas de uma tragédia que abalou o clube mais querido do mundo.


GUILHERME DE LIMA KROLL é empresário, presidente da KROLL Produções e Marketing, técnico em Basquetebol (formado na USP/1990 – 1991), professor de Educação Física (Licenciatura pela UERJ/1978 – 1984), editor do blog ‘Para Quem Entende de Flamengo’ e colunista do jornal Tribuna da Imprensa Livre. Ex-diretor de marketing na empresa Macaé Esporte Futebol Clube e Coordenador na empresa Serra Macaense Futebol Clube. Atuou no Futebol profissional do Macaé Esporte FC, Futebol profissional do Volta Redonda FC, Basquete da LB Cabo Frio, Basquete da LB Macaé, Federação de Basquetebol do Estado do Rio de Janeiro – 5 anos no Triângulo Mineiro, 10 anos em São Paulo, 10 anos no CR Flamengo, 2 anos no Botafogo FR. Inúmeras vezes campeão brasileiro: Flamengo, Vasco, Telemar, seleções estaduais, masculinas e femininas.

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *