Categorias

Blog Post

Um País à Deriva – por Michelle Meneses
Charge do Latuff. (Arquivo Google)
Colunistas, Geral, Política

Um País à Deriva – por Michelle Meneses 

Por Michelle Meneses

2022 já começou conturbado e tenso no Brasil e no mundo.

A Pandemia do Coronavirus voltou com força na Europa, nos Estados Unidos e também aqui no Brasil, mostrando que somente com a Vacinação em massa da população, é que poderemos vislumbrar o fim da doença.

Com Negacionistas e AntiVacinas boicotando a Vacinação, fica difícil evitar os surtos de Covid19, deixando assustados aqueles que foram imunizados e seguem ao lado da ciência.

No Brasil a situação é sempre pior do que parece, no momento nosso país está sem comando, sem Governante e seguindo à deriva ao sabor das ondas do mar.

Após férias nababescas e agitadas no litoral de Santa Catarina, Bolsonaro, o Presidente sem Solidariedade e Amor ao próximo, se encontra no leito de um Hospital privado em São Paulo( por sinal, caríssimo) e o Vice Presidente ao que parece aproveita suas férias bem longe de Brasília!

A pergunta que não quer calar: Quem está no comando do Brasil?

Que tipo de Presidente ” tira Férias ” em meio a tantas crises e tragédias?

Mal começamos 2022 e os problemas são imensos em nosso país, a tragédia causada pelas chuvas na Bahia, surto de Covid19 em navios de cruzeiro, surto de gripe, desemprego em alta, dentre tantos outros problemas.

Mas nada disso parece incomodar uma parcela da classe política, pois, agora começa a “Novela das Eleições”, e seus atores políticos precisam correr desesperadamente atrás dos votos, pouco se importando com às necessidades imediatas da população.

Bolsonaro dá a largada para a ” Novela das Eleições “, diante da sua baixíssima popularidade, com a perspectiva de não ser reeleito, com seu governo caótico e sem rumo e diante da economia pífia, ele recorre ao seu papel de Presidente/Candidato adoentado e fragilizado pela dor; e na calada da noite, partiu para um Hospital privado na capital Paulista, claro, com tudo pago pelo contribuinte brasileiro!

Bolsonaro, que negou e ainda nega um atendimento digno aos doentes de Covid19, na primeira dor de barriga que sente, corre para um Hospital bem caro, e ali começa sua novela de  “Vítima” adoentada, com o único objetivo de causar comoção e ganhar a simpatia da  população.

O engraçado é que nos dias que antecederam a sua internação, Bolsonaro,  o “militar/atleta “, estava muito bem disposto e alegre em seus passeios de Jet-ski pelas praias catarinenses.

Os eleitores devem ficar atentos, pois, a Narrativa da campanha eleitoral de Bolsonaro será essa:

“Se não podemos mudar o candidato, então mudaremos a Narrativa.”

Daqui até o final do ano, provavelmente serão inúmeras internações, possíveis cirurgias e muitas Fotos no leito de um Hospital Privado ( pago com o dinheiro público); tudo para criar a Narrativa de um  homem ” doente”, ” frágil “, penalizado pela dor, esse é o cenário perfeito para se Vitimizar perante o povo brasileiro.

Aguardem os próximos capítulos dessa Novela, com direito a muita falsidade, drama e imagens do doente.

Enquanto o Presidente e o Vice Presidente do Brasil estão cuidando de suas vidas, a população brasileira segue cambaleante por um país devastado pela miséria, fome e desemprego.

Para milhões de brasileiros ainda Não há muita esperança de um futuro próspero.

Enquanto Bolsonaro faz pose de moribundo num leito de Hospital, milhões de brasileiros se acotovelam em hospitais lotados, buscam por Testes de Covid19 ( que não estão disponíveis para a maioria da população) e por atendimento para curar seus males físicos e mentais.

“E daí?” Diria o Presidente Impiedoso que reiteradamente debocha do sofrimento da população brasileira.

Bolsonaro não é somente o Pior Presidente da história brasileira, ele é o pior ser humano, desprovido de generosidade, afeto, empatia e solidariedade.

Ele não é um bom homem.

Bolsonaro nunca teve os requisitos mínimos para exercer com responsabilidade, respeito e competência o cargo de Presidente da República.

Bolsonaro Nunca teve projetos para o Brasil.

A eleição e o Governo Bolsonaro são capítulos da história brasileira que devem ser enterrados, mas Jamais esquecidos!

Que fique a lição de como pode custar muito caro ao povo, quando se Vota movido pelo ódio, raiva e medo, acarretando assim, consequências trágicas para uma nação.

2022 definitivamente não será fácil para o Brasil, ainda enfrentaremos muitas adversidades ao longo deste ano.

Além disso, será um ano eleitoral extremamente tenso, polarizado e dominado por desinformação.

Devemos nos manter atentos, firmes e imbuídos de um único sentimento: Mudança.

Enquanto Bolsonaro estiver no Poder Não haverá futuro para o Brasil.

E relembrando a frase do Arcebispo e ativista dos Direitos Humanos sul africano, Desmond Tutu, falecido recentemente:

“Se você fica neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado do opressor.”

Portanto, que a nossa escolha seja o lado do bem e de um futuro promissor e feliz para o Brasil.

MICHELLE MENESES – Advogada, Cientista Política, Escritora, Mãe de 4 filhos e colunista do jornal Tribuna da Imprensa Livre.


Tribuna recomenda!

NOTA DO EDITOR: Quem conhece o professor Ricardo Cravo Albin, autor do recém lançado “Pandemia e Pandemônio” sabe bem que desde o ano passado ele vêm escrevendo dezenas de textos, todos publicados aqui na coluna, alertando para os riscos da desobediência civil e do insultuoso desprezo de multidões de pessoas a contrariar normas de higiene sanitária apregoadas com veemência por tantas autoridades responsáveis. Sabe também da máxima que apregoa: “entre a economia e uma vida, jamais deveria haver dúvida: a vida, sempre e sempre o ser humano, feito à imagem de Deus” (Daniel Mazola). Crédito: Iluska Lopes/Tribuna da Imprensa Livre.

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *