Redação

O TST (Tribunal Superior do Trabalho) confirmou na noite desta 4ª feira (28.abr.2021) a morte do ministro Walmir Oliveira da Costa. Aos 63 anos de idade, ele foi vítima de complicações causadas pela covid-19.

A Corte decretou luto oficial de 2 dias. A presidente do TST, Maria Cristina Peduzzi, manifestou pesar pela morte do colega.

Costa ingressou na magistratura em 1989, como juiz do trabalho substituto da 8ª Região. Atuou nas varas do Trabalho em Belém, Abaetetuba, Almeirim, Altamira, Castanhal, Macapá e Marabá. Recebeu promoção em 1993, quando virou titular da Vara do Trabalho de Almeirim e, posteriormente, de Abaetetuba e da 1ª de Belém.

Em 1997, Costa foi promovido novamente, ao cargo de juiz do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região. Atuou como juiz convocado no TST em 10 períodos, entre 2000 e 2007.

Chegou ao posto de ministro do TST em novembro de 2007, ocupando uma vaga destinada à magistratura. Na Corte, era presidente da 1ª Turma do TST e e compunha a Subseção I da Seção Especializada em Dissídios Individuais (SDI-1) e o Órgão Especial.

Eis a íntegra da nota divulgada pelo TST:

A presidente do Tribunal Superior do Trabalho e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho, ministra Maria Cristina Peduzzi, manifesta, em nome da Corte, profundo pesar pelo falecimento do ministro Walmir Oliveira da Costa aos 63 anos. O magistrado, que integrava o TST desde 2007, faleceu nesta quarta-feira, por complicações decorrentes da covid-19. O Tribunal Superior do Trabalho, consternado, decretou luto oficial de três dias.

“Estamos todos muito tristes e lamentamos profundamente a morte do ministro Walmir, de forma tão precoce, para essa doença que já vitimou quase 400 mil brasileiros”, afirmou a ministra. “Magistrado exemplar, de posição firme, ele contribuiu e se dedicou devotadamente à magistratura e à Justiça do Trabalho. Sua vida, tanto pessoal quanto profissional, sempre foi pautada e alicerçada pela ética, pela honestidade, pelo comprometimento, pelo respeito e pelo amor à vida, à família, à carreira e aos amigos”.

No TST, o ministro sempre foi visto e admirado pelos colegas e servidores como uma pessoa gentil, de posicionamentos fortes e por tomar decisões norteadas pelos valores e princípios da legislação.

Walmir Oliveira da Costa nasceu em Irituia (PA), em 17/2/1958. Graduou-se em Direito e obteve título de Mestre em Instituições Jurídico-Políticas/Direito do Trabalho pela Universidade Federal do Pará, em 1998. Na década de 80, foi assistente técnico e advogado do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) – Museu Paraense Emílio Goeldi, em Belém (PA), onde exerceu diversos cargos e presidiu comissões.”


Fonte: Poder360