Categorias

Blog Post

Festa na reabertura do Bernabéu
O Real Madrid contou com atuação inspirada de Karim Benzema para golear, de virada, o Celta de Vigo por 5 a 2, neste domingo. (Crédito: Gabriel Bouys/AFP)
Colunistas, Esportes, TRIBUNA DOS ESPORTES

Festa na reabertura do Bernabéu 

Por Iata Anderson

Impossível fazer melhor que uma goleada, de virada, no retorno ao Santiago Bernabéu, depois de 560 dias, reaberto, em parte, para 30% de sua capacidade. Se a “despedida” foi com vitória sobre o Barcelona por 2×0, melhor ainda o retorno, com goleada sobre o bom time do Celta.

Real Madrid venceu o Celta de Vigo de virada. (AFP)

Mais ainda, com o “hattrick” de Benzema, agora artilheiro isolado do campeonato e a estreia do angolano de Mocanje, Eduardo Camavinga, que entrou aos 66 minutos e marcou aos 72, com apenas 18 anos. Enfim, uma festa para comemorar a reabertura do que será o mais bonito e moderno estádio de futebol do mundo, ao custo de 850 milhões de euros, aproximadamente.

Benzema em noite milagrosa. (One Footboll)

Ancelotti aproveitou bem a volta dos jogadores que disputam a classificatória sul-americana para a Copa do Mundo do Catar – Valverde, Casemiro, Militão e Vinicius Junior – montou um time fortíssimo e manteve a liderança da Liga. Os 19.874 privilegiados torcedores merengues curtiram a grande vitória.

O novo Bernabéu deverá estar pronto em janeiro de 2023.

O novo Bernabéu, estádio do Real Madrid que fica pronto em 2023. (Divulgação)

O Flamengo manteve a boa fase contra o Palmeiras, derrotando o vice-líder do brasileiro, que jogou em casa, de virada, e está em terceiro lugar, um ponto atrás do alviverde e oito do líder Atlético Mineiro, com dois jogos menos. Destaque para Michael, que fez dois gols, foi o melhor em campo e confirmou a boa fase que apresenta, desde a chegada de Renato Gaúcho.

Crédito: Marcelo Cortes / Flamengo

O Flamengo terminou a partida com apenas dois titulares – Diego Alves e Arão – confirmando o bom elenco que tem, como Atlético e Palmeiras, os três reais candidatos ao título da temporada.

Crédito: Marcelo Cortes / Flamengo

O português José Mourinho tinha muitos motivos para festejar seu jogo 1000 como treinador, além da liderança do campeonato italiano pelo Roma, com três vitórias seguidas, com Milan e Nápoles, isolado pelo saldo de gols. Top cinco dos técnicos mais importantes do futebol mundial, Mourinho é uma marca expressiva do bom momento vivido pelos técnicos portugueses, muito requisitados mundo afora.

ourinho celebrou intensamente o golo da vitória da Roma. (Reuters)

Supercampeão, José Mario dos Santos Mourinho Felix tem como principais títulos duas Champions (Chelsea e Porto), Melhor técnico da Europa quatro vezes (Real Madrid, Internazionale, Chelsea e Porto), tricampeão da Inglaterra, com o Chelsea, três Ligas da Espanha, Barça (2) e Real Madrid, entre dezenas de Taças e Super Taças.

Um gigante, na primeira prateleira dos técnicos mundiais.

IATA ANDERSON – Jornalista profissional, titular da coluna “Tribuna dos Esportes”. Trabalhou em alguns dos principais veículos de comunicação do país como as Organizações Globo, TV Manchete e Tupi; Atuou em três Copas do Mundo, um Mundial de Clubes, duas Olimpíadas e todos os Campeonatos Brasileiros, desde 1971.


Tribuna recomenda!

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *