Categorias

Blog Post

Enquanto, encantadores de serpente movimentam-se e divertem a plateia, seguidores são assaltados
Charge do Jota Camelo. (Facebook)
Colunistas, Política

Enquanto, encantadores de serpente movimentam-se e divertem a plateia, seguidores são assaltados 

Por José Macedo

Inicio esse texto, alertando: o cultivo da violência e do ódio têm sido marcas do atual governo brasileiro.

Tudo isso, porque o mandatário desse governo não tem vocação democrática. Falar em democracia, sem desenvolvimento econômico e social, é comparar a um beduíno pensando em chuva no deserto. Desenvolvimento econômico significa participação de todos na renda nacional e não combina com fome e miséria. Ontem, vi que a inflação acumulada no mês de setembro, atingiu 10,3%, um índice não observado, desde 2016; em 10 Estados brasileiros, o indice superou os 12%; o endividamento das famílias brasileiras, que ganham até 10 salários mínimos, atingiu o patamar histórico de 72,6%; 20 milhões de brasileiros não têm comida para colocar na mesa; enquanto isso, a concentração de renda afunila-se, dia-a-dia; 1% de brasileiros possuem 50% da renda nacional; o Brasil ultrapassa 600.000 mortes, por conta do covid-19; denúncias diárias de corrupção e de enriquecimento ilícito, envolvendo membros do governo e da família do presidente são evidentes, não podem mais ser escondidas.

O envolvimento dos filhos do presidente, das ex-mulheres e da atual, em ilícitos, choca até a seus apoiadores, de primeira hora. Nesta última semana, tivemos a notícia do ministro da economia e do presidente do BACEN, respectivamente, Paulo Guedes e Roberto Campos Neto, donos de Offshores no Paraíso Fiscal das Ilhas Britânicas, o que evidencia a prática de fuga de capital para não recolher impostos. Com o disparo da alta do dólar, quem sabe, artificial, esses colaboradores do governo tornaram-se mais ricos, mais milionários. Esse é só um pedaço nefasto do atual governo. No caso do ministro e do presidente do BACEN, responsáveis pelo controle do câmbio, é a raposa cuidando do galinheiro, como disse alguém, no que concordo. Agora, após seguidos dias de extremo sufoco, hoje reconheçamos, diariamente, o enfrentamento dessa caminhada, sem tempo e relax para terminar. Quem sabe até onde iremos? Eu não me aventuro a fazer futurologia ou profecia sobre esse esquisito governo, até porque não sou bom em adivinhações. A construção da democracia e de seus paradigmas significa um exercício diário, diuturno, do que não é a intenção do governo.

Narrei, acima, um resumo de nossa conjuntura económica e da postura desse governo, que afirma e repete não haver corrupção, tenta passar um pano em seus condenáveis atos e omissões, como se não bastassem, também, acordos espúrios e visíveis com deputados do chamado Centrão, além das suspeitas de mau uso do cartão corporativo, do compadrio de sua atual mulher, intermediando negócios junto à Caixa Econômica Federal, para beneficiar parceiros políticos e afilhados. Então, não é corrupção, não é uso do dinheiro publico para beneficiar parceiros, comprando apoio? Diante de seguidos desmandos, faço uma inclusão com relação à omissão do governo na saúde, na educação e no desemprego de 15 milhões de brasileiros, de 5 milhões de desalentados, 35 milhões na informalidade, 20 milhões, abaixo da linha da pobreza, passam fome. As filas nos hospitais maltratam, matam e torturam a população que, em estado de subnutrição, passa fome.

Desemprego só aumenta. (Reprodução)

A doença da população é a fome endêmica, é a falta do que comer; a população que vive nas ruas das grandes cidades aumenta e assusta, os consumidores dessa população de drogas cresceu, sobretudo do crack, porque mais barato e de fácil acesso, enfim é o aumento dos índices de violência. Milhões de adolescentes e mulheres, pobres, que não têm dinheiro para comprar um litro de leite, imaginemos ou, um pacote de absorvente. O governo retira essa ajuda, cujas consequências são prejudiciais à saúde. Essas mulheres substituem o absorvente por folhas de árvores, papel ou sangram, envergonhadas, escondem-se, porque o governo nega esse auxílio, repito. Por conta disso, os prejuízos para a saúde e higiene revoltam qualquer cidadão de compreensão média e que ainda compartilham sentimento. Enquanto observarmos esse dantesco inferno, a saúde é entregue a irresponsáveis, ladrões e a charlatães. Nós que, estamos respirando, não podemos descuidar-nos, precisamos resistir, denunciar, antes de uma destruição irreversível e de difícil ou mesmo impossível recuperação.

As forças do mal estão ativas, o processo de corrosão de nossa democracia ficou claro com os números e fatos conhecidos e, ora indicados. Não custa repetir para que não aceitemos o aceno dos que dizem: “não adianta preocupar-se, nada irá mudar” ou, “preocupe-se com sua vida”. Não é assim? Um misógino, racista e preconceituoso, defensor do autoritarismo, da tortura, como meio de confissão, defensor do desprezo à Ordem Jurídica e à Constituição, destruidor de direitos do trabalhador, sobressai-se, quando fala de armas em seu palavreado tosco, ainda expõe inocentes crianças, simulando o uso de arma de fogo, o que é uma agressão a nossa consciência. Por isso, não me omito. Ao mundo civilizado resta ficar escandalizado e virar as costas, neste momento, para nosso País, o que é um alto preço e humilhação. O capitão presidente é a antítese dos princípios basilares da democracia, da civilização e do humano.

No meu sentir, resta esperança pela capacidade histórica de superação do povo brasileiro, quem sabe os destruidores de nossa pátria, os responsáveis serão penalizados, pagando por esses crimes. Meu esforço demonstrado neste texto e em outros é o de cooperar para a compreensão do momento brasileiro e que, despertemos das “margens plácidas” e do sono profundo. Temos de discutir democracia, temos de discutir a educação, a distribuição de renda, a defesa dos direitos, apresentando novos caminhos para que as disparidades de renda entre regiões e entre pessoas não se aprofundem mais, matrizes da violência, do desemprego e das injustiças sociais, espalhados em todo país. Esse antipetismo é idiota, nao interessa ao pais, bem como não interessa o fantasma e delírio do comunismo que, dizem estar à nossa porta. Porém, o negacionismo à ciência e aos direitos interessam às forças do atraso e aos encantadores de serpente, da mesma forma como é idiota debitar a corrupção ao PT, uma tentativa de encobrir seus ilícitos e esconder seus ladrões pareiris e suas delinquentes crias. Esse discurso de apontar o inimigo como defesa é um pretexto antigo, engana uma galera ingênua, a tolos e a ignorantes. Sabe-se, historicamente, é a bandeira e capa protetora da direita reacionária, a mais corrupta desse país, que usa Deus, a corrupção e o anticomunismo como panos de fundo para iludir e convencer analfabetos políticos, desinformados e uma legião dos denominados evangélicos, pentecostais e seguidores de diversas “religiões”, fundadas por aproveitadores, criminosos e estelionatários.

Ah, está aí o “encantador de serpente”, cuja intenção é a de prender a atenção da plateia, deixando campo livre para os malfeitores, seus seguidores. Aguardemos o relatório da CPI da covid (das vacinas)! Ainda: adivinhem o que fará o PGR com o relatório!

JOSÉ MACEDO – Advogado, economista, jornalista e colunista do jornal Tribuna da Imprensa Livre.


Tribuna recomenda!

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *