Por Emanuel Cancella –

A Justiça me condenou, a pedido de Sérgio Moro, por calúnia, possíveis ofensas a honra do juiz!

Fui intimado, na véspera do lançamento, do livro “A Outra Face de Sergio Moro- Acobertando os Tucanos e Entregando a Petrobrás”. Mas, apesar dessa intimidação, o livro saiu (1).

Nos autos do processo, Moro chegou a propor silêncio entre as partes. Não aceitei (2)!

Em seguida, fui condenado, em primeira instancia, e já recorri, crime de Calúnia a um ano e 4 meses, respondendo em liberdade, e sujeito à multa de R$18.552,00 (2).

Em 2016, enquanto funcionário da Petrobrás e sindicalista, denunciei a omissão da Lava Jato em relação à gestão criminosa dos tucanos FHC e Pedro Parente, na Petrobrás. Até hoje sem resposta. Veja denúncia na íntegra (4).

Logo após o golpe, que afastou Dilma do governo, mostrando a que veio, Michel Temer nomeia Pedro Parente como presidente da Petrobrás, que logo dolariza os combustíveis.

Na ocasião,  o jornal Metrô divulgou: “Parente pôs fogo no país dolarizando a gasolina” (3). 

Lembrando que Bolsonaro mantém essa dolarização.

E não podemos esquecer que Moro prendeu Lula, sem provas (6), num claro intuito de beneficiar Bolsonaro. E, para que não paire dúvida do conluio criminoso entre ambos, Moro recebeu de Bolsonaro o ministério da Justiça e a promessa de ser indicado ao STF (5).

A Lava Jato, chefiada por Moro, na época, era quase uma unanimidade, mas hoje está na lata do lixo da história. Mesmo assim, permaneço condenado.

Agora denunciei Bolsonaro ao MPF, acusando-o de Estelionato Eleitoral, Improbidade Administrativa e Propaganda Enganosa, veja denúncia na íntegra (7).

Fonte: 1 – https://www.blogger.com/blog/post/edit/2201420444155051389/2446778381127707973
2 – http://emanuelcancella.blogspot.com/2020/10/juiz-que-inocenta-chevron-condena.html
3 – https://www.metroworldnews.com.br/colunistas/2018/05/24/parente-pos-fogo-no-pais-dolarizando-gasolina.html
4 – https://www.fnpetroleiros.org.br/noticias/3901/petroleiro-denuncia-a-operacao-lava-jato-ao-mpf-veja-na-integra-teor-da-denuncia-protocolada-ontem
5 – https://brasil.elpais.com/brasil/2019/05/12/politica/1557677235_562717.html
6 – https://www.diariodocentrodomundo.com.br/nao-temos-provas-mas-conviccao-o-powerpoint-de-dallagnol-nos-jogou-de-vez-no-paraguai-por-kiko-nogueira/
7 – https://www.blogger.com/blog/post/edit/2201420444155051389/1533757207435342004

EMANUEL CANCELLA – Advogado (OAB/RJ 75.300), ex-presidente do Sindipetro-RJ, fundador e ex-diretor do Comando Nacional dos Petroleiros, da FUP e fundador e coordenador da FNP , ex-diretor Sindical e Nacional do Dieese. Em função das boas práticas profissionais recebeu em 2017 o Prêmio em Defesa da Liberdade de Imprensa, Movimento Sindical e Terceiro Setor, parceria do jornal Tribuna da Imprensa Livre com a OAB-RJ.

Envie seu texto para mazola@tribunadaimprensalivre.com ou siro.darlan@tribunadaimprensalivre.com


Tribuna recomenda!