Categorias

Blog Post

“Cala a Boca”
Colunistas

“Cala a Boca” 

Por Michelle Meneses

Durante uma entrevista na semana em que o Brasil atingiu a triste e trágica marca de 500 Mil mortes pela Covid19, o Presidente da República ao ser indagado pela repórter Laurene Santos, sobre o uso da máscara de proteção, simplesmente ordenou à jornalista: “Cala a Boca”.

Diante das câmeras de TV, diante de toda sua comitiva, sem nenhum tipo de constrangimento, o desclassificado que por hora é Presidente da República, desandou à insultar e atacar de forma vil e covarde uma mulher, uma repórter que ali estava  exercendo dignamente seu trabalho.

Misoginia, Covardia, desrespeito, grosseria…são tantos os adjetivos que podemos utilizar em mais um ataque de fúria deste ser desprezível que ainda se encontra na condição de Presidente do Brasil.

Entretanto essa não foi a primeira vez e talvez não seja a última vez, que Bolsonaro em seus rompantes autoritários e covardes ataca uma mulher.

Bolsonaro nunca escondeu o seu desapreço e até mesmo sua raiva pelas mulheres, principalmente aquelas com destaque em suas carreiras.

Ao longo da sua medíocre vida parlamentar, Bolsonaro, por diversas vezes, travou brigas com suas colegas na Câmara dos Deputados, quem não lembra dos impropérios dirigidos à Deputada Federal Maria do Rosário?

Na época ele foi denunciado ao Conselho de Ética da Câmara dos Deputados e o caso foi até levado ao STF, mas acabou em “pizza”, quer dizer, não houve uma punição severa.

Se ali naquele momento tivessem parado esse homem, interrompido sua escalada fascista e cassado seu mandato de Deputado Federal, certamente a situação atual do Brasil seria muito diferente!

Porém não foi isso que ocorreu, pelo contrário, o “monstro” foi criado, alimentado e incentivado pela própria classe política e por seus fanáticos seguidores, que achavam até graça dos arroubos machistas e covardes de Bolsonaro. E assim sem se dar conta do real perigo, sem perceber que a cada insulto desferido às mulheres ou a qualquer outra pessoa, o “monstro” crescia e tomava forma cada vez mais prepotente e ameaçadora.

Em outro episódio em abril de 2014, o então Deputado Federal Bolsonaro, discutiu, insultou e xingou uma repórter da RedeTV! dentro da Câmara dos Deputados, pelo mesmo motivo de agora: Não gostou do questionamento que lhe foi feito.

Todas essas atitudes são gravíssimas, se levarmos em conta o mau exemplo que o Chefe da Nação transmite aos homens brasileiros.

Num país onde o Feminicídio cresce assustadoramente, conforme dados do Portal G1: “nos primeiros seis meses de 2020, 1.890 mulheres foram mortas de forma violenta, boa parte em plena pandemia do novo coronavírus – um aumento de 2% em relação ao mesmo período de 2019. Segundo o levantamento, 631 desses crimes foram de ódio motivados pela condição de gênero, ou seja, feminicídio.”

Cada vez que Jair Bolsonaro grita, ofende, xinga e destrata uma mulher em público (imagina o quê ele não faz dentro de quatro paredes), sua atitude machista e violenta, contribui para que milhares de homens pelo Brasil à fora, se sintam no “Direito” de tratar suas mulheres, filhas, namoradas, vizinhas, funcionárias deste mesmo modo agressivo e até criminoso.

Não podemos admitir e muito menos normalizar essas atitudes desequilibradas e agressivas do Chefe da Nação, esse tipo de comportamento é digno de Ditador de “República das Bananas”.

Sabemos que Bolsonaro não tem o mínimo de decoro, respeito, educação  e responsabilidade para exercer o cargo de Presidente da República.

Porém enquanto ele ainda ocupar o cargo para qual foi eleito e pelo qual deve servir à nação, nós mulheres não iremos nos Calar e exigimos Respeito!

Senhor Presidente, jamais calaremos  nossas vozes, perante tiranos e covardes, que acreditam estar acima do Bem e do Mal, que usam seus gritos desesperados  para intimidar às mulheres, que lutam arduamente por seus Direitos na sociedade brasileira.

Senhor Presidente, seu “Cala a boca”, não irá silenciar nossos passos firmes em direção a um futuro digno e feliz para o nosso país.

Agora é a nossa vez de clamar: Bolsonaro, “Por que não te calas”?


MICHELLE MENESES – Advogada, Escritora, Mãe de 4 filhos e colunista do jornal Tribuna da Imprensa Livre.

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *