Categorias

Blog Post

Bolsonada é o primeiro Chefe de Estado no mundo condenado por LGBTIfobia a pagar uma indenização de R$ 150 mil
Jair Bolsonaro. (Reprodução)
Colunistas, LGBTQIA+

Bolsonada é o primeiro Chefe de Estado no mundo condenado por LGBTIfobia a pagar uma indenização de R$ 150 mil 

Por Indianarae Siqueira –

A conjuntura atual é muito ruim para toda a população brasileira mas para LGBTIA+ tem um peso ainda maior. Isso porque o desgoverno atual do bolsonanada, ligado a milicianos e fascistas, está retirando direitos LGBTs, das mulheres, pobres, pretes, indigenes, pessoas com deficiências. Criminalizando e precarizando a vida de crianças e adolescentes, de idoses. Num país que mais mata LGBTs, que detém o ranking vergonhoso de assassinatos, também é o quinto país mais violento onde mais se mata mulheres. E o Brasil também mata mais de 68 mil pessoas por ano, o que chega a ser 50%, de mortes de muitas guerras .. Mais de 6 mil mulheres são assassinadas por violência contra a mulher no Brasil, mais de 61 mil são estupradas e mais de 200 mil sofrem violência física, que as tornam muitas vezes deficientes .
Nesse cenário desastroso Jair Messias Bolsonaro é o primeiro presidente chefe de poder executivo de um país a ser condenado por LGBTIfobia e a pagar uma indenização de 150 mil reais (http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2015/04/bolsonaro-e-condenado-pagar-r-150-mil-por-declaracoes-homofobicas.html).

É complicado viver num país violento como este, não adianta a gente discutir a violência social e estrutural desta sociedade se hoje os governantes incentivam esta violência e temos toda uma dificuldade de acessar renda financeira e nesse momento de pandemia as coisas pioraram porque se você pede financiamento no banco tentam te barrar em um monte de coisa. As ONGs deixaram de receber financiamentos, que já não vinham e agora piorou mais ainda pois tem muita gente precisando. Nossas atividades enquanto ONGs e movimentos sociais, ou pessoas que promovem o bem estar de alguns grupos, estão totalmente cerceadas, inclusive com prefeitos tentando nos impedir de distribuir alimentação pronta a moradores de rua. A gente não consegue mais fazer os trabalhos que fazíamos antes como, por exemplo, tratamentos com pessoas com HIV/Aids. Eles estão cortando recursos que vão fazer com que não tenhamos medicamentos para estas pessoas, que ficarão em risco grave de vida.

Havia políticas públicas com a distribuição gratuita desses medicamentos, inclusive de materiais de prevenção como preservativos e gel, e agora está sendo tudo cancelado. Então o Brasil que era o país que mais aumentava a taxa de HIV/Aids e já foi referência em tratamento e prevenção fazendo com que a taxa de contaminação baixasse, volta agora ao vergonhoso ranking de país onde a Aids se torna novamente uma epidemia entre jovens, LGBTs e populações vulneráveis em geral. Faz parte dessa onda de retirada de direitos contra pessoas LGBTI. e populações vulneráveis atacadas por esse desgoverno genocida Uma ação também de religiosos fascistas ,reacionários fundamentalista que criou uma bancada evangélica pra fazer lobby contra nós lgbtia+,mulheres e religiões de matrizes africanas que somos os principais focos de ataques nesse momento ao invés de junto ao desgoverno bolsonada tentarem encontrar soluções em conjunto dos movimentos sociais LGBTIA+ que tem experiência no combate a epidemias. Isso tudo prejudica cada vez mais a população brasileira que vive uma crise sanitária e humanitária com mais de 15 milhões de desempregados, 120 milhões que não sabem se vão ter o que comer amanhã, mais de 600 mil mortos por covid 19 e 113 mil crianças e adolescentes órfãos com idade até 18 anos .E existe uma parcela da população brasileira que ao invés de focar na sobrevivência dessas pessoas que tiveram a vida desgraçadas por essa atual pandemia, focam e atacar e prejudicar a vida de LGBIA+ como é o caso do desgoverno bolsonada. Por isso amanhã esperemos que justiça seja feita e sua condenação seja confirmada. Será uma daquelas pequenas vitórias pra população em um momento como esse mas uma grande vitória pra comunidade LGBTIA+ já tão massacrada desde sempre nessa sociedade brasileira que é a mais violenta e assassina contra LGBTIA+.

Amanhã a Casa Nem estará no Palco Lapa 145 /KuzinhaNem de gastronomia vegana e geração de renda pra comunidade LGBTIA+ na Rua da Lapa 145 de onde assistiremos ao julgamento e depois iremos ao Buraco do Lume (Praça Mário Lago) as 16 horas no ato dos servidores públicos contra a deforma da previdência e privatizações. PAGA BOLSONAROOOOO.

Eles Não: FORA BOLSONADA, FORA GUEDES E MOURÃO. AS BI, GAYS, TRANSVESTIS, INTERSEX, NÃO BINÁRIES E SAPATÃO ESTÃO ORGANIZADES PRA FAZER A REVOLUÇÃO COM PUTES.


INDIANARAE SIQUEIRA – TransVestiAgenere, pute, ateie, vegane, presidente do Grupo Transrevolução-RJ, da REBRACA LGBTIA+, coordenadora do PreparaNem, Casa Nem Abrigo LGBTIA+, Rede Brasileira de Prostitutas, Fórum TT RJ e Coletivo Davida.

SIRO DARLAN – Editor e Diretor do Jornal Tribuna da imprensa Livre; Juiz de Segundo Grau do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ); Mestre em Saúde Pública, Justiça e Direitos Humanos; Pós-graduado em Direito da Comunicação Social na Universidade de Coimbra (FDUC), Portugal; Coordenador Rio da Associação Juízes para a Democracia; Conselheiro Efetivo da Associação Brasileira de Imprensa; Conselheiro Benemérito do Clube de Regatas do Flamengo. Em função das boas práticas profissionais recebeu em 2019 o Prêmio em Defesa da Liberdade de Imprensa, Movimento Sindical e Terceiro Setor, parceria do Jornal Tribuna da Imprensa Livre com a OAB-RJ.


Tribuna recomenda!

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *